O QUE É IMPORTANTE SABER SOBRE O USO DE ANABOLIZANTES

O QUE É IMPORTANTE SABER SOBRE O USO DE ANABOLIZANTES

Anabolizante é o nome dado a um grupo de hormônios esteroides, naturais ou sintéticos, que promovem o crescimento celular de alguns tecidos, principalmente o tecido muscular e ósseo.
Geralmente derivados do hormônio masculino, a testosterona, podem ser usados por via oral ou injetável.
Descobertos na década de 30, têm efeitos variáveis, androgênicos e anabolizantes. Foram então muito utilizados para melhorar o apetite, aumentar peso, massa muscular e óssea. Passou depois a ser usado na recuperação de grandes cirurgias, e atualmente nos Estados Unidos é indicado em condições crônicas debilitantes, como AIDS e Câncer.

 

Tipos de Anabolizantes

 

  • Deca-Durabolin (NANDROLONA) é um tipo de anabolizante injetável, utilizado para a obtenção de massa muscular e é conhecido também como Nandrolona, seu princípio ativo. É um dos anabolizantes mais utilizados no Brasil.
  • Durateston. É um tipo de esteroide injetável, composto por 4 tipos de testosterona: Decanato de Testosterona, Fenilpropionato de testosterona, Isocaproato de testosterona e Proprionato de testosterona.
  • Winstrol (STANOZOLOL) –em forma injetável ou em comprimidos, é um androgênico de forma moderada que é convertido em estrógeno.
  • GH (SOMATROFINA)- Hormônio do crescimento, pode causar deformidades nos dedos, mandíbulas dores articulares e musculares e alterações ósseas no crânio. São usados com a finalidade de fortalecer os órgãos, aumentar o desempenho atlético, além de aumentar a massa muscular.
  • Hemogenim (OXIMETOLONA)- em forma de comprimidos, fica no corpo por até 2 meses, é utilizado por fisiculturistas para aumentar força e massa muscular. Embora seja androgênio, se transforma em estrogênio.
  • Clembuterol- age como estimulante, termogênico, com propriedades semelhantes à adrenalina, e atua no corpo por 48 horas.
  • Anavar (OXANDROLONA) -aumenta a explosão muscular e também é convertido em estrógeno.
  • Proviron (MESTEROLONA)- se usado em associação a um esteroide androgênico, evita que ele seja transformado em feminino e reduz os efeitos colaterais.
  • Porém, o consumo excessivo desse tipo de produto é muito perigoso e pode causar danos irreparáveis ao corpo humano.

 

A maioria dos usuários de anabolizantes é homem, entre 16 e 30 anos. O órgão mais afetado é o fígado, que pode desenvolver tumores benignos ou malignos. Apesar disso, muitas pessoas utilizam essas substancias de forma extrema, para obter resultados mais rápidos, e os principais efeitos colaterais, são observados tanto em homens quanto em mulheres, como:  aumento de acnes, queda do cabelo, insônia, impotência sexual, problemas nos tendões e ligamentos, além dos já citados distúrbios da função e tumores no fígado. No caso das mulheres, o uso de anabolizantes pode gerar características masculinas no corpo, como engrossamento da voz e surgimento de pelos além do normal. Além disso, aumento do tamanho do clitóris, distúrbios menstruais e diminuição das mamas além de aumento de apetite. Nos homens, o excesso de anabolizantes pode causar calvície, redução dos testículos, aparecimento de mamas (ginecomastia), diminuição do número de espermatozoides, até azoospermia e esterilidade. O uso de anabolizantes pode trazer diversos riscos para a saúde, especialmente quando usados na área do esporte, podendo causar:

 

Mudanças de humor e euforia logo nos primeiros tempos de utilização;

Surgimento de comportamentos violentos, hostis e antissociais e aparecimento de doenças psicológicas como depressão;

Aumento das chances de câncer de próstata;

Aumento das chances de doença coronariana, hipertensão arterial e risco de adquirir doenças transmissíveis (AIDS, Hepatite), pelo compartilhamento de seringas e agulhas. Em adolescentes, as consequências podem ser piores, como comprometimento do crescimento, maturação óssea acelerada, aumento da frequência e duração das ereções, desenvolvimento sexual precoce, hipervirilização, crescimento do falo (hipogonadismo ou megalofalia), aumentos dos pelos púbicos e do corpo, além do ligeiro crescimento de barba.
Por todas essas razões, usar anabolizantes para fins estéticos ou para aumentar o rendimento esportivo é proibido, além de ser de grande risco para a saúde. O consumo por atletas profissionais, é considerado Doping e ele pode ser punido.

 

Alguns desses hormônios podem, no entanto, ser usados clinicamente e, serem ocasionalmente, prescritos sob orientação médica para repor o hormônio deficiente em alguns homens e para ajudar pacientes com aids ou câncer a recuperar peso. Nos casos de necessidade clínica, os pacientes são indicados a tomarem apenas doses mínimas com a finalidade apenas de regularizar sua disfunção

 

Autora: Dra. Maria Lucia Coelho Nóbrega



Alerta: Coronavírus

ATENÇÃO - Nota de esclarecimento Devido à Pandemia de Coronavírus
O corpo clínico do CEN, em consonância com as providências sugeridas pelo Ministério da saúde e endossadas pelo Conselho Federal de Medicina e pela Sociedade de Endocrinologia (SBEM), está viabilizando o atendimento médico por TELEMEDICINA, com prévio agendamento e autorização por parte dos principais planos de saúde. Com relação aos exames laboratoriais, para evitar aglomerações e consequente disseminação do vírus COVID 19, fazemos a autorização prévia, sendo a coleta por DRIVE THRU. Para Melhores informações, ligar para a Enfermeira DAYSE- fone (084)98636-2406 ou (084)99987-8793